Taubaté é um município brasileiro no interior do estado de São Paulo, localizado na mesorregião do Vale do Paraíba, dista 130 km da capital paulista, 280 km do Rio de Janeiro, 90 km de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, e 45 km de Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira.

O município possuí área territorial de 627,40 Km, sua população estimada é de 278.000 habitantes, suas Coordenadas Geográficas são Latitude do distrito sede do município 23º 03′ 45″ S, Longitude do distrito sede do município 45º 33′ 45″ W, sua altitude 580m, e os limites Norte estão Tremembé e Campos do Jordão, Sul estão São Luís do Paraitinga e Ubatuba, Leste estão Pindamonhangaba e Aparecida, Oeste a cidade de Caçapava.

Acessos ao município pela BR 116 a Presidente Dutra, SP 70 a Rodovia Airton Sena / Carvalho Pinto, SP 66 a Rodovia Washington Luiz, e SP 125 a Rodovia Oswaldo Cruz.

O Aniversário de Taubaté é comemorado em 05 de dezembro, e é a terra natal do escritor Monteiro Lobato, recebendo o título de “Capital Nacional da Literatura Infantil”.

Antes de sua fundação como vila, havia no local uma tribo de índios guaianás denominada (taba) – (ybaté), daí o nome do município, até então a colonização não havia de fato chegado a região do Vale do Paraíba, e havia a necessidade de demarcação de posses destes sertões pela sua donatária, a Condessa de Vimieiro, neta e herdeira de Martim Afonso de Sousa.

A partir disso foi enviado o então bandeirante Jacques Félix e expedidas concessões oficiais a ele. No ano de 1628, recebe concessões de terras.

Em 20 de janeiro de 1636 obtém poderes de avançar pelos “Sertões do Paraíba” por meio de provisão do Capitão-mor da Capitania de Itanhaém, Francisco da Rocha. Finalmente, em 13 de outubro de 1639 (provisão, Capitão-mor Vasco da Mota), ordens para construção da igreja matriz, casa para o conselho, cadeia pública, arruamento, engenho de cana-de-açúcar e farinha de milho, além de concessão de terras as famílias trazidas pelo fundador.

Em 5 de dezembro de 1645, (provisão, Capitão-mor Antônio Barbosa de Aguiar), recebe foral de vila (primeiro local a recebe-lo na região). Com o nome de São Francisco das Chagas de Taubaté, sendo assim escolhido oficialmente seu padroeiro.

Foi no principal período das bandeiras, entre 1690 e 1715, que a vila alcançou relativa prosperidade com o abastecimento das bandeiras tanto vindas da Vila de São Paulo de Piratininga quanto saídas da própria Vila de Taubaté.

Em 1.693 descoberta do ouro em Minas Gerais, cujo trajeto forçado pela Vila de São Francisco das Chagas de Taubaté, a tornou o núcleo irradiador de muitas bandeiras, que nos sertões de Cataguazes ou sertões de Minas, fundaram dezenas de arraiais mineradores, origem de muitas cidades.

No ano de 1.699 o Capitão-Mor Regente Carlos Pedroso da Silveira das Vilas de Taubaté, Pindamonhangaba e Guaratinguetá, conferido por D. Braz Baltazar da Silveira.

De Taubaté para as Minas partiam as expedições pela Serra da Mantiqueira, pelas gargantas naturais, entre elas: Garganta do Embaú, nas proximidades de Cachoeira Paulista e Garganta do Piracuama em Pindamonhangaba.

A cafeicultura teve início do município na metade do século XVIII. No século XIX, mais precisamente em 1842, devido ao seu tamanho e a sua importância na região, Taubaté recebe do barão de Monte Alegre o título de cidade.

Em 1900 a cidade alcançou a maior produção cafeeira do Vale do Paraíba. Nessa época, o município atingiu a maior população do interior do estado, com 36.000 habitantes.

No dia 26 de fevereiro de 1906, na gestão do presidente Rodrigues Alves, foi assinado o Convênio de Taubaté pelos Presidentes dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O convênio tinha como objetivo incentivar a produção de café através do controle das plantações e dos valores das taxas para exportação e para o consumo interno.

Em 1920, a cafeicultura entra em decadência. A rizicultura, beneficiada pelo Rio Paraíba do Sul, foi uma das alternativas na época.

Fatores como o fim do ciclo do café, a mão-de-obra barata disponível no município e a fácil comunicação com as cidades Rio de Janeiro e São Paulo levou a Taubaté a se industrializar.

.

Prefeitura

Wikipédia

Ferrovia

.

.

[mappress mapid=”32″]

.


.

 

Share on FacebookPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on Twitter
Scroll Up