Rio das Ostras.

rio_das_ostras_001

Rio das Ostras é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro, localiza-se na Região dos Lagos, a 22º31’37” de latitude sul e 41º56’42” de longitude oeste, a uma altitude de 4 metros.
Limites com Macaé, Casimiro de Abreu e Oceano Atlântico, distante 161 Km da Cidade do Rio de Janeiro, e sua população estimada é de 106.000 habitantes.

Rio das Ostras é um dos poucos balneários que oferece praias, lagoas e atrativos de um circuito eco-rural recheado de delícias da culinária da “roça”. Banhada por uma extensa área costeira, com aproximadamente 28 quilômetros, o Município hoje é considerado referência em iniciativas culturais permanentes que deram início a programas e projetos de geração de emprego e renda, aliados ao princípio da autogestão financeira da Fundação Rio das Ostras de Cultura, instituição que gerencia as ações do setor no Município.

A origem de Rio das Ostras data, entretanto, de cerca de 4 mil anos, quando era habitada por caçadores e coletores semi-nômades, cuja presença pode ser comprovada em seu solo repleto de sambaquis, com áreas de sítios arqueológicos demarcadas em 1967 por pesquisadores do IAB – Instituto de Arqueologia Brasileira, confirmando sua pré-história.

Situada na Capitania de São Vicente, tinha a denominação de Leripe (que em tupi-guarani significa “Lugar de Ostra”) ou Seripe, sendo parte das terras da Sesmaria doada aos jesuítas pelo Capitão-Mor Governador Martins Corrêa de Sá em 20 de novembro de 1630. Esta faixa foi delimitada por dois marcos de pedra – PITOMBAS – colocados em Itapebussus e na barreta do Rio Leripe com a insígnia da Companhia de Jesus. Os Jesuítas foram responsáveis pelas primeiras construções na região como o Poço de Pedras do Largo de Nossa Senhora da Conceição e a antiga Igreja.

Conhecida então como Baía Formosa no século XIX, foi um próspero arraial e seu crescimento se deu ao redor da igreja e do Poço de Pedras. O Rio das Ostras era rota de tropeiros e comerciantes, mas no arraial já existiam internatos masculino e feminino, o Grande Hotel, o Posto de Polícia Provincial, a Igreja e o Poço do Largo, com água pura que jorrava a beira-mar.

.

Prefeitura

Wikipédia

.

rio_das_ostras_002

Share on FacebookPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on Twitter